Exercícios de felicidade
Empresas
Relacionamentos
Paternidade e Escolas
Saúde
Origem » Todos

Florescendo Juntos

por em 07/05/2014 – 5:50 pm  Nenhum comentário
 

Kathryn Britton, MAPP '06, é engenheira de software, como coach trabalha com profissionais no aumento do bem estar, energia, e significado ((Theano Coaching LLC). Ela ensina conceitos de psicologia positiva no trabalho na Universidade de Maryland. Kathryn publicou recentemente o livro, ,Smarts and Stamina, no qual aborda o uso dos princípios da psicologia positiva para a construção de bons hábitos de saúde. Seu blog é Positive Psychology Reflections. Bio Completa.. Os artigos da Kathryn estão aqui.



Em 11 de Abril de 2014, a MasonLeads e o Center for the Advancement of Well-Being  apresentaram sua Quinta Conferência Anual de Bem Estar. O tema deste ano foi Florescendo Juntos.  

 

Para dar a você uma ideia sobre este dia pedi a diversos participantes que me enviassem um parágrafo respondendo a pergunta, “Qual foi a coisa mais interessante, mais útil, ou mais significante que você aprendeu na conferência?”

Sara Oliveri, MAPP, é uma palestrante exuberante, e realiza ações para o alcance de melhor bem estar. Assista sua palestra  TEDx Two Steps to Happiness.  Sua tese do MAPP teve como título, Mulheres que florescem: uma estrutura de qualidade de vida para mulheres profissionais (Resumo).

Sara Olivieri

Passei a maior parte da conferência me preparando para minha própria apresentação, cujo tema foi sobre habilidades específicas dos Dois Passos para a Felicidade. Mas certamente aprendi muito com a palestra de Sonja Lyubomirsky. Ela compartilhou uma riqueza de gemas em pesquisas. Minhas favoritas incluíram:

  •  “Os níveis mais baixos de felicidade nas pessoas que estão divorciadas ocorre dois anos APÓS o divórcio.”
  • “Pessoas mais felizes são avaliadas como superiores em TODAS AS DIMENSÕES pelos supervisores.”
  • “Pessoas felizes são menos prováveis de morrer em acidentes de carro e menos prováveis de pegar um resfriado comum.”
  • “Aqueles que se tornam pais mais tarde são mais felizes do que as pessoas que têm filhos enquanto seus pares ainda não tiveram filhos.”

Jeff Salters tem paixão por desenvolvimento pessoal e profissional. Ele acumula mais de 20 anos de experiência com workshops, consultoria e coaching. Jeff prestou serviços para empresas como a Booz, Allen Hamilton e Accenture. Ele atualmente tem sua prática, Development Quest, LLC. Jeff trabalhou com empresas da Fortune 500, com agências governamentais e organizações não governamentais nos E.U. e internacionalmente. Envie e-mailpara o Jeff para mais informação.

Jeff Salters

Aprendi a lição mais útil na sessão de Shane Lopez, intitulada Orientação de Carreira de Pessoas que Transformaram o Trabalho em Vidas Felizes. Lopez é Cientista Sênior da Gallup e compartilhou estatísticas sobre como a maioria das pessoas infelizes é em seu trabalho. A solução dele não foi “Encontre um trabalho melhor”. A dica de Lopez foi: “A felicidade depende da bondade no trabalho da pessoa. Um bom trabalho é feito, e não encontrado.” Ele identificou cinco estratégias de desenho de vida que podem ser utilizadas para formar um ótimo trabalho:

  1. Faça um test drive com o futuro.
  2. Confie em seus instintos. Preste atenção se eles estão dizendo “você está no lugar certo” ou “saia daqui!”.
  3. Use seus pontos fortes.
  4. Redefina seu trabalho.
  5. Escolha o chefe certo.

Como treinadora e coach, as pessoas frequentemente me perguntam o que fazer quando odeiam seu trabalho. Lopez aconselha usarmos as cinco estratégias para transformar o trabalho que temos em um bom trabalho. Sua orientação incorpora muitas pesquisas que ele e outros conduziram no movimento da psicologia positiva, inclusive as entrevistas recentes com 106 pessoas que amam seu trabalho. Por exemplo, Lopez emprestou da Dra. Amy Wrzesniewski o conceito de redefinir o trabalho, e o que encoraja as pessoas a cultivar um significado positivo em seu trabalho. Achei que os insights de Lopez são um lembrete útil de que as pessoas não têm que meramente aceitar seu trabalho, mas podem dar passos ativos para melhorá-lo.

Louis Alloro, MAPP 2008, é um agente de mudanças cujo histórico e treinamento o coloca na interseção da Educação (ensinar e aprender) e Psicologia Positiva. Ele é professor do George Mason University Center for Consciousness and Transformation, e está trabalhando em um  Programa comunitário de mudança em Cleveland, Ohio. Louis escreveu artigos para PPND, dentre os quais muitos incorporam ideias sobre liderança social-emocional.

Kim Cameron deu uma palestra intitulada, Fomentando o Bem Estar Pela Liderança Positiva. Com ele aprendi que:

Slide de Kim

A liderança e energia são normalmente pensadas como a mesma coisa – líderes nem sempre tem   energia positiva.

Há três tipos de líderes ou gestores: Líderes de informação, líderes de influência, e líderes de energia.

A energia positiva não é meramente motivação (uma necessidade não atendida é um motivador).

  • Pergunta de pesquisa: Quando interajo com essa pessoa o que acontece com a minha energia?

As pesquisas de Cameron correlacionam energia positiva do gestor da unidade com satisfação no trabalho, bem estar, engajamento, enriquecimento das famílias (!!) e desempenho.

Caroline Miller está abrindo novas turmas de seu curso online, Your Happiest Life, com início em 5 de Maio. O conteúdo do curso inclui: “Durante 4 semanas estudaremos a ciência da felicidade, como estabelecer boas metas, como criar um ambiente que apoia o sucesso, e os hábitos e atitudes das pessoas felizes.” Clique aqui  para se inscrever.  Caroline também começou a oferecer um pacote de duas horas de coaching sobre forças e metas. Ela também escreveu  artigos PPND sobre  busca de metas, gratidão, e outros tópicos importantes.  

Houve diversas pesquisas interessantes compartilhadas na Conferência George Mason, mas a que ainda está repercutindo para mim é a apresentação do Dr. Rollin McCraty

Caroline Adams Miller

do Heart Math Institute, sobre o campo eletromagnético gerado pelo coração. Ele demonstrou com uma voluntária da audiência como a variabilidade do ritmo cardíaco muda dependendo das emoções geradas pelo coração. Ele demonstrou isso ao conectá-la ao programa de computador  EmWavesPro e fez perguntas que eram estressantes (“Você tem alguns segredos que não quer compartilhar?”) e perguntas que geraram amor (“Me conte sobre seu cachorro.”).

Por anos tenho estudado sobre pesquisas em meditação, pois induz mudanças no cérebro, reduz ansiedade e até melhora os relacionamentos, mas essa demonstração particular falou comigo, e quando cheguei em casa encomendei o programa EmWavesPro. Sou o tipo de pessoa que gosta de ver um impacto instantâneo de mudança na respiração, emoção e no relaxamento, e sei que isso trará muitas mudanças para mim, além disso será também outra ferramenta importante para usar com os clientes que esperam se beneficiar da meditação de maneiras diferentes.

O slide que “me pegou” foi o que mostrou o filho mais novo de McCraty e o cachorro da família ficarem com o ritmo cardíaco mais devagar quando ficaram juntos na sala. Qualquer pessoa que tem um animal de estimação sabe que a presença do animal é um comprimido instantâneo de amor, mas ver o ritmo cardíaco impresso foi revelador!

Sandy Lewis, MAPP 2007, é executiva de RH e supervisiona uma empresa no processo de falência após uma aquisição de sucesso. Ela está começando a procurar seu próximo trabalho / aventura aplicando a psicologia positiva para o bem estar e produtividade no trabalho.

O Dr. McCraty utilizou duas técnicas simples que podem levar a maior bem estar.

Em suma, aqui está a simples habilidade para a técnica de auto regulação que leva seu coração da incoerência à coerência.

Sandy Lewis

Passo 1. Reconheça o problema ou questão e os sentimentos relacionados.

Passo 2. Pratique respiração centrada no coração; inspire e expire 5 vezes lentamente enquanto você foca em seu coração. Isso é usar o conceito de percepção pela atenção no coração.

Passo 3. Faça uma tentativa sincera de experimentar um sentimento positivo regenerador. Visualize um tempo, lugar, pessoa, animal de estimação, etc. que faz você sentir apreciação, amor ou gratidão, por exemplo.

Passo 4. Após entrar nesse estado coerente, pergunte a si mesmo qual seria a atitude mais apropriada para lidar com a situação.

Aqui está o processo “Do Coração”.

Passo 1. Respiração centrada no coração, como descrita acima.

Passo 2. Ative e sustente o sentimento regenerador.

Passo 3. Irradie esse sentimento para si e para outros.

Kathryn Britton (veja minha bio acima)

Havia muitas ideias para escolher, mas a que me traz mais esperança é a ideia de que podemos afetar aqueles ao nosso redor ao alcançarmos maior coerência própria do coração, usando técnicas tais como essas descritas acima por Sandy.

Logo do Center for Advancement of Well-Being

O Dr. Mc Craty descreveu um estudo com 4 pessoas que foram conectadas aos fios para que a variação de seu ritmo cardíaco pudesse ser vista por um observador. 3 das  4 pessoas foram treinadas em técnicas para alcançar coerência do coração, a quarta desconhecia isso. O que tornou o experimento interessante foi o quarto participante. Mediante um sinal, não conhecido pelo quarto participante, ou outros três conduziram a técnica, com uma mudança observável em suas medidas de frequência cardíaca indicando maior coerência. O que tornou o experimento interessante foi que o ritmo cardíaco do quarto participante também mostrou maior coerência.

E se nós pudéssemos ajudar aqueles próximos de nós a alcançar mais coerência – mais calma e positividade – por trabalharmos com nosso próprio estado de coerência?

Tenho percebido que sou mais provável de ajudar os membros de minha família se acalmarem após situações de tensão se eu apenas me sentar calmamente com eles, talvez com meus braços ao seu redor, do que se eu conversar com eles. Talvez seja por essa razão. Podemos mudar outros por mudar a nós mesmos.

Roberta Baskin conta sua própria história abaixo. Ela trabalhará com David Cooperrider, e será uma contribuinte para os 51% que florescerão até 2051, conforme o desafio lançado pelo Dr. Martin Seligman.

Roberta Baskin

Como repórter de investigação por mais de 30 anos, eu tinha, como paixão, o foco na má conduta corporativa. Se as empresas fizessem coisas ruins, eu te contaria. Mas o o público fica cansado com a mídia que o deixa desesperado com os noticiários da noite. Eles querem saber o que funciona. Então, abri meu coração e mente para a ideia de que contar histórias que oferecem esperança e resiliência pode ter um impacto positivo.

A experiência da “Conferência de Liderar Para o Bem Estar” me energizou a pensar que espalhar luz em vez de escuridão pode fazer a diferença no mundo. Positividade. As palestras, sessões e livros que comprei estão contribuindo para que eu pense em como quero gastar meu tempo. Estou me dedicando a uma iniciativa na Case Western Reserve University, Weatherhead School of Management, com o Professor David Cooperrider em “negócios como um agente de benefício ao mundo.” Com um coração agradecido.

Elaine O’Brien, MAPP 2008, está completando seu terceiro ano no programa de doutorado em Cinesiologia: Psicologia do Movimento Humano, na Temple University. Ela é professora assistente em Psicologia Social na UPENN. Elaine tem uma mente afiada e corpo saudável, e acredita que um depende do outro. Ela já escreveu diversos artigos para a PPND sobre psicologia e desenvolvimento humano.  Ela palestra sobre a importância do movimento, mais recentemente sobre Fitness Sênior e Envelhecimento Ativo (na Columbia University) e sobre Emoção Positiva em Ação (na Temple University).

Elaine O’Brien

Ao descrever “Florescendo Juntos” como uma meta e um resultado, Nance Lucas, Diretora Executiva do Center for the Advancement of Well-Being, e professora associada do New Century College, convocou a conferência “Liderando Para o Bem Estar” na George Mason University. Recomendando “uma política de florescimento”, ampliação das lentes, e ganhos em igualdade, Nance discutiu como a estruturação da felicidade inclui “construir uma vida de vitalidade, propósito e resiliência.” Ela descreveu a importância de olhar para o bem estar com uma perspectiva multicultural. Ela também nos lembrou de que a ciência por trás da busca da felicidade atualiza a prática, e as práticas de bem estar atualizam a ciência.

Com dignitários, ícones, e estrelas em crescimento, esse evento anual atrai estudantes e profissionais. É um lugar onde a ciência e as inspirações abundam.

 


Mais informações

Cameron, K. (2008, 2012). Positive Leadership: Strategies for Extraordinary Performance. Edition 2. San Francisco: Berrett-Kohler.

More about Sonja Lyubomirsky’s research on happiness:
Lyubomirsky, L. (2013). The Myths of Happiness: What Should Make You Happy, but Doesn’t, What Shouldn’t Make You Happy, but Does.

More on Mariel Hemingway’s end-of-day keynote:
Mariel Hemingway Shares her Philosophy of Well-being

A new book out by one of the speakers, Todd Kashdan, and Robert Biswas-Diener:
Kashdan, T. & Biswas-Diener, R. (2014). The Upside of Your Dark Side: Why Being Your Whole Self–Not Just Your “Good” Self–Drives Success and Fulfillment. Hudson Street Press.

Lopez, S. (2013). Making Hope Happen: Create the Future You Want for Yourself and Others. Atria Books. Includes a story that Sandy Lewis told Shane.

 

Comente!

Adicione um comentário abaixo, ou trackback para o seu site. Você pode também inscreva-se para esses comentários via RSS.

Seja legal. Mantenha-se no tópico, não escreva tudo em maiúsculo e, claro, sem Spam.

Você também poderá utilizar os seguintes recursos:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este site utiliza ícones Gravatar para identificar os usuários. Para obter o seu Gravatar, inscreva-se em Gravatar.