Exercícios de felicidade
Empresas
Relacionamentos
Paternidade e Escolas
Saúde
Origem » Bios de Autores, Todos

Bio de Daniela Levy

por em 01/01/2012 – 4:12 pm  2 Comentários
 

Daniela Levy

Daniela Levy é co-editora da edição em língua portuguesa da Positive Psychology News Daily.

Daniela Levy é psicóloga em São Paulo, Brasil, com a seguinte experiência:

  • Pós-Graduada em Psicologia Clínica Hospitalar pelo Instituto do Coração – InCor do HC-FMUSP, 2000-2001.
     
  • Pós-Graduada em Terapia Cognitivo Comportamental pelo HC-FMUSP, 2006.
     
  • Especializada em Health Coach & Wellness Coach pela Wellcoaches e American College of Sport Medicine, 2010.
     
  • Founding Fellow Institute of Coaching Mc Lean Hospital, Harvard Medical School, 2010.
     
  • Desenvolve e gerencia programas de Promoção da Saúde nas Empresas, desde 2007.
     
  • Coordena cursos na área de Wellness Coaching e atividades relacionada a coaching (supervisão e atendimento), desde 2007.
     
  • Diretora da Carevolution e Presidente da APPAL (Associação de Psicologia Positiva da América Latina).

2 Comentários »

  • Bruno Bandeira disse:

    A/C diretora Daniela Levy

    Olá, meu nome é Bruno Bandeira, sou jornalista do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região, mensalmente produzimos uma revista que circula nos estados da primeira região, ou seja, 13 estados. Dentro dela temos uma editoria de saúde. Essa editoria é de minha competência, atualmente escrevo uma matéria sobre os benefícios da dança de salão. Em minhas pesquisas sobre o assunto, me deparei com a sua sobre a psicologia positivista. E dentro do campo do bem estar, acredito que os dois assuntos se relacionam.

    Gostaria de fazer algumas perguntas se for possível.

    1 – O que é a psicologia positiva?

    2 – Como a dança pode se encaixar nessa definição?

    3 – A senhora acredita que a PP se relaciona com outros assuntos que visem o bem estar das pessoas?

    4 – Onde podemos aplicá-la?

    Desde já agradeço pela receptividade e compreensão.

    Espero por retorno,

    Bruno Bandeira

    Assessoria de Comunicação Social – Ascom

    Tribunal Regional Federal da 1.ª Região

    • Gilmara Ebers disse:

      Olá Bruno,

      1 – A psicologia positiva é fundamentada na crença de que as pessoas querem viver vidas de significado e realizações, cultivar o que há de melhor em si mesmas, e melhorar suas experiências de amor, trabalho e lazer. A psicologia positiva têm três focos de estudo: emoções positivas, características individuais positivas, e instituições positivas. Compreender as emoções positivas inclui o estudo do contentamento com o passado, felicidade no presente e esperança para o futuro. Compreender traços individuais positivos consiste do estudo das forças e virtudes, como a capacidade de amar e trabalhar, coragem, compaixão, resiliência, criatividade e sabedoria. Compreender as instituições positivas inclui o estudo das forças que fomentam melhores comunidades e organizações, como justiça, responsabilidade, trabalho ético, liderança, propósito e tolerância. Veja o artigo O que é Psicologia Positiva por Senia Maymin em: http://br.positivepsychologynews.com/news/senia-maymin/2012080120

      2 – Se considerarmos os cinco passos para a felicidade baseados em evidência recomendados pelo Foresight Project on Mental Capital and Well-being, (RU) cada um dos cinco passos é preenchido pela dança, que produz bem estar: 1.Conectar, 2.Manter-se ativo, 3.Saborear situações com o outro ou o grupo gera elevação, 4.Aprender algo novo, 5. Dar, fazer apresentações pode colocar um sorriso no rosto de outros.

      3 – A psicologia positiva está relacionada às mais diversas áreas visando tanto a aplicação de intervenções preventivas como alcance do bem estar no trabalho, esportes, lazer, educação e relacionamentos.

      4 – Alguns dos objetivos da psicologia positiva são a construção de uma ciência que apoia: Famílias e escolas que permitem que as crianças floresçam; Empresas e organizações que fomentam a satisfação com o trabalho e alta produtividade dos funcionários; Comunidades que encorajam o engajamento cívico; Terapeutas que identificam e encorajam as forças de seus clientes; Coaches que apoiam seus clientes no alcance de metas para o aumento do bem estar e realização. Intervenções positivas podem ser aplicadas nas áreas da educação, organizacional, do direito, entre muitas outras.
      Obrigada por seu interesse,

      Atenciosamente
      Daniela Levy

      Gilmara Ebers

Leave a comment to Gilmara Ebers

Adicione um comentário abaixo, ou trackback para o seu site. Você pode também inscreva-se para esses comentários via RSS.

Seja legal. Mantenha-se no tópico, não escreva tudo em maiúsculo e, claro, sem Spam.

Você também poderá utilizar os seguintes recursos:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este site utiliza ícones Gravatar para identificar os usuários. Para obter o seu Gravatar, inscreva-se em Gravatar.